10 fatos sobre as etiquetas de segurança

27 de maio de 2021 Blog, Segurança
Etiquetas de segurança

As etiquetas de segurança trouxeram uma verdadeira mudança para o varejo. Elas foram incorporadas pela primeira vez nos anos 60, e, mesmo agora, seguem como uma das opções mais interessantes para garantir a segurança nas lojas.

Elas são utilizadas em uma vasta gama de produtos como óculos, roupas, bebidas, alimentos, etc. Sua aplicação é vantajosa, pois dá a esse item uma flexibilidade maior de aplicação.

Por essa razão, elas são amplamente utilizadas por lojistas. No ano passado, a National Retail Security Survey revelou um estudo que aponta o uso de EAS por 80,9% dos varejistas nos EUA, sendo 46% os que utilizam alarmes de mercadoria ou etiquetas de segurança eletrônicas, e 34,9% etiquetas de segurança acústicas.

Existem diversos modelos de etiquetas de segurança, cada uma delas com funcionalidades específicas para determinado equipamento. Dentre as principais vantagens de investir em etiquetas para proteção de produtos, podemos citar:

  • Resistência ao magnetismo;
  • Flexibilidade de aplicação;
  • Customizadas de acordo com a marca do produto;
  • Podem ser pintadas;
  • Formatos e tamanhos diferentes;
  • São praticamente impossíveis de serem retiradas de maneira inadequada sem danificar o produto – o que evita que pessoas mal intencionadas consigam tirá-las e ficar com o produto intacto.

É muito difícil nos dias de hoje uma loja, em um shopping center por exemplo, não investir em alguma etiqueta de segurança para manter a integridade de seus produtos. Super populares, elas são itens essenciais que qualquer lojista precisa investir para evitar a prevenção de perdas no varejo.

Por essa razão, separamos 10 fatos sobre as etiquetas de segurança para você ficar por dentro. Siga a leitura para conferir!

1- São um dos tipos de acessórios EAS mais utilizados no mundo

Muito se fala hoje em dia sobre os acessórios EAS em relação ao varejo. Trata-se de um conjunto de soluções tecnológicas que tem o objetivo de prevenir perdas e furtos de produtos nas lojas. As etiquetas de segurança são um exemplo bem prático de como isso acontece.

Aliado às etiquetas, uma antena antifurto é recomendada. Dessa forma, se o produto que contém uma etiqueta sai da loja, o alarme sonoro é disparado para alertar a equipe de que algo de errado está acontecendo.

2- Sistema de segurança referência

Os itens EAS são considerados como os sistemas antifurto com maior eficácia no mercado. Por essa razão, os lojistas que investem nesse tipo de equipamento, o que inclui diretamente as etiquetas para proteção de produtos, podem esperar por uma redução de 60% a 80% de roubo externo.

3- São disponíveis em duas frequências

Como já falamos logo ali em cima, as etiquetas de segurança são resistentes ao magnetismo. Elas possuem duas frequências:  Acusto-magnético (AM) e radiofrequência (RF).

Na prática, isso significa que enquanto os sistemas acústicos operam a 58 kHz, enviando um sinal de pulso entre 50 a 90 vezes por segundo, há também outra opção, que opera a 8,2 MHz.

4- Possuem diferentes forças

As etiquetas de segurança possuem um mecanismo de travamento magnético com diferentes intensidades. Alguns exemplos disponíveis são: padrão, superlock, hyperlock e multipolar.

Lembre-se: quanto maior a força, mas difícil será para pessoas mal-intencionadas conseguirem retirá-la do seu produto.

5- Formas diferentes

A boa notícia para quem tem uma loja com produtos bem diferentes (como roupas e sapatos) é que existem etiquetas personalizadas para cada um desses itens.

Dentre alguns dos modelos mais populares de etiquetas de segurança, podemos destacar:

 6- Diferentes opções de cores

Para empresas que se preocupam em manter uma identidade da marca e querem inovar até na forma de proteger os seus produtos é bom saber que as etiquetas de segurança podem ser pintadas.

Elas geralmente podem ser utilizadas com corantes de tinta. Muito além da estética, a tinta acaba sendo uma estratégia de negação de benefícios, e reduz as chances de pessoas mal intencionadas tentarem fraudá-las.

7- Podem ser alternativas ao rótulo

As etiquetas de segurança podem substituir os rótulos, sendo coladas no produto ou escondidas na embalagem, o que traz uma grande vantagem para as lojas.

Nesses casos, elas são mais utilizadas para produtos como alimentos perecíveis, por exemplo.

8- São multifuncionais

Outro ponto que merece destaque em relação a esse acessória EAS é sua multifuncionalidade. Elas possuem um receptor em uma ponto e o pino na outra e consegue proteger não apenas um, mas outros itens em uma mesma etiqueta, o que na prática representa uma excelente redução de custos para os lojistas.

9- Resistente a imãs

Se para a sua loja for importante, vale destacar que nos dias de hoje já existem exemplares de etiquetas de segurança com mecanismos de travamento de força que são resistentes à imãs.

10- Propósitos diferentes

Por fim e não menos importante, as etiquetas de segurança são projetadas para atender os mais diversos tipos de produtos de maneira segura e personalizada. Para adquiri-las, basta entrar em contato com uma empresa responsável e com uma vasta gama de EAS disponíveis em seu portfólio.

A Green é essa empresa! Especializada em soluções tecnológicas para garantir a segurança dos produtos no varejo, a Green investe em produtos de altíssima qualidade, design moderno e versatilidade. Quer adquirir acessórios EAS? Entre em contato agora mesmo e solicite um orçamento!