Entendendo o fenômeno O2O, ou Online-to-Offline.

Postado por agenciacanna em 02/dez/2021 - Sem Comentários

Momentos turbulentos costumam gerar (ou até mesmo acelerar) grandes oportunidades e o fenômeno do O2O, Online-to-Offline, para o pós-pandemia é um exemplo disso. A verdade é que mesmo antes do Coronavírus, os varejistas já estavam preocupados em tornar a sua operação omnichannel, ou seja, integrar os seus canais de venda para oferecer uma experiência única para o seu cliente, independente de onde ele esteja, mas agora, novas necessidades estão surgindo. 

 Essa tendência já se tornou uma realidade na China e promete se popularizar no Brasil nos próximos anos, e por isso, se você é um empreendedor e deseja ficar à frente da concorrência, é importante conhecer esse conceito. E para colocá-lo em prática, existem várias soluções tecnológicas que estão traduzindo a nova era do varejo digital (e você vai conhecer algumas delas aqui com a gente). 

Com o aumento das vendas online muitas pessoas começaram a acreditar que o varejo físico poderia deixar de existir, mas na prática, estamos vendo o oposto disso. Segundo dados do Indicador de Atividade do Comércio (IAC) do Serasa, o primeiro semestre de 2021 apresentou um crescimento de 10,1% nas vendas do varejo físico brasileiro, o que resultou na maior alta semestral desde 2010. Isso mostra que o varejo físico está mais vivo do que nunca, e à medida que o nosso “antigo normal” está voltando, a tendência é crescer ainda mais. 

Algumas gigantes do mercado mundial já começaram a se movimentar quanto a isso, como o Google, que lançou sua primeira loja física este ano e a Amazon, que é uma das maiores empresas do varejo eletrônico e está com planos de abrir centenas de supermercados físicos. Além disso, temos a Meta, um universo altamente tecnológico e digital, mas que também tem planos de abrir lojas físicas no futuro – segundo rumores. 

Mas afinal, o que é O2O?

O O2O (Online-to-Offline) é considerado por muitos como uma evolução do Omnichannel, onde as operações além de integradas, e com uma experiência única, seja qual for o canal de venda, também está totalmente focada em oferecer o melhor dos dois mundos para garantir uma boa experiência de compra para o consumidor. 

Não há como negar que existem vários aspectos que influenciam tanto na compra online como offline. No online, existe a praticidade de conseguir consumir o produto com rapidez e receber a compra do conforto de casa, por outro lado, no offline, o cliente pode vivenciar a experiência da loja, tocar o produto, muitas vezes prová-lo e ter um contato com os vendedores. 

A proposta do O2O é justamente unir os pontos fortes de ambos. Mas como isso acontece?

Vamos dar um exemplo simples: você comprar um produto na loja online, mas, se por alguma razão ele não for o que você esperava, pode ir até a loja física trocar diretamente. Ou até mesmo, comprar na loja online e no mesmo dia ou no dia seguinte, retirar na franquia mais próxima. 

Tudo isso colabora para uma jornada mais humanizada, atrativa e rica para o seu consumidor. 

Como trabalhar a experiência do varejo físico?

Um ponto de atenção para quem deseja trabalhar a estratégia O2O na loja é a de não esquecer de investir no varejo físico. O erro de muitos empresários atualmente é destinar 100% da verba no digital, e esquecem de tornar a loja mais acolhedora e atrativa para seus clientes. 

Existem várias formas de garantir uma boa experiência: a partir de um layout de loja que deixa o espaço mais fluido, a escolha de cores para o ambiente que remetam a sua marca e também despertam boas sensações no visitante, bem como a distribuição de produtos nas prateleiras e gôndolas. Até mesmo o cheiro pode ser algo inovador! Existem vários estudos que comprovam que o aroma pode despertar o desejo de compra no cliente. 

O importante é tomar as decisões pensando no público que se deseja atingir e quais serão as propostas para atraí-lo. Nesse contexto, a Green pode te ajudar! Especialista em criar experiências bem sucedidas e memoráveis no varejo físico, a Green oferece diversas soluções que vão desde o projeto da sua loja até equipamentos que contribuem com a melhor exposição dos produtos e, consequentemente, maior resultado em vendas e satisfação do cliente. Saiba mais clicando aqui para solicitar um orçamento agora mesmo!

O que os clientes estão procurando no seu PDV?

Postado por agenciacanna em 16/nov/2021 - Sem Comentários

O varejo modernizou as lojas em tempo recorde nos últimos anos.  A inovação e tecnologia no ponto de venda é definitivamente um dos assuntos do momento entre os lojistas e, para te ajudar a entender mais sobre esse movimento, trouxemos as principais tendências, inclusive, algumas que já se tornaram realidade, relacionadas ao PDV

Mais do que nunca, o foco dos varejistas está na experiência de seus clientes, e o ponto de venda está passando por uma verdadeira transformação para ficar mais alinhado com o que os clientes esperam.

O PDV está se fortalecendo e com a integração digital e tecnológica tende a ficar mais forte do que nunca, oferecendo oportunidades – que já estão disponíveis para integrar a sua loja em todos os canais de venda.

Tendências do PDV no Varejo

O varejo está mais inteligente e isso se reflete principalmente no PDV. Da gestão de estoque até a organização e disposição dos produtos na sua loja, tudo está mudando para melhor e oferecendo um cenário de maior praticidade e produtividade para seus funcionários. 

A seguir, confira as principais mudanças que estão ganhando força no PDV:

Realidade Aumentada

A realidade aumentada se tornou um grande diferencial para oferecer uma gama maior de possibilidades para os varejistas. Segundo um estudo feito pela ReportsnReports, consultoria de pesquisas de mercado, a previsão de investimento em Realidade Aumentada é de R$ 247 bilhões para 2023. 

A experiência é a palavra-chave do momento e a realidade aumentada traz isso de maneira prática para o PDV. Trata-se de um conjunto de tecnologias imersivas capazes de promover um momento único e interativo para o cliente, seja em casa por uma plataforma digital, ou, melhor ainda, se for no seu ponto de venda. 

A Realidade Aumentada é a tecnologia por trás da criação de elementos virtuais sobre a realidade física, como por exemplo hologramas e óculos de realidade virtual. 

Não há limites para a criatividade nesta tecnologia que promete fomentar e tornar o ponto de venda um espaço de lazer e diversão para os clientes. 

Marketing Sensorial

O Marketing Sensorial, como o próprio nome propõe, é uma estratégia que promete estimular os cinco sentidos para despertar sentimentos e desejos no consumidor que visita a sua loja. Você já deve ter vivenciado a experiência de visitar uma loja e o aroma ser simplesmente memorável. Consegue se lembrar de um exemplo assim?

Ou mesmo, quando você vai em uma loja e pode sentir a textura e o toque de um determinado produto e, dependendo, até experimentar – como é o caso de lojas de alimentos que oferecem amostras grátis. Tudo isso se relaciona muito com o visual merchandising, que inclusive compõe essa estratégia. 

BOPIS (Buy On-line Pick Up in-Store)  

Outra inovação relacionada à tecnologia no varejo é o “BOPIs”, que dá a possibilidade de fazer uma compra pelo site e retirar na loja física, evitando dessa maneira gastos com fretes e também demora na entrega se for uma compra mais urgente.

Essa é uma prática do conceito de omnichannel no varejo, mostrando que é possível integrar os canais para trazer mais facilidade e opções ao usuário. Para isso, é importante contar com um sistema PDV que integre o estoque para não correr o risco de perdas ou mesmo de não ter o produto no momento da entrega para o cliente.

Ship from store (SFS)

O Ship from Store é uma metodologia de distribuição que muitos varejistas estão adotando para a estratégia omnichannel. O estoque precisa ser muito bem-organizado, porque o produto sai diretamente da loja física mais próxima do endereço de entrega.

Essa é uma estratégia que barateia o custo com rotas e antecipa a entrega para ser muito mais rápida. Algumas empresas modernas, como o Magazine Luiza, já adotam o SFS. 

Comportamento de compra dos clientes

Uma das maiores mudanças que tem acontecido no PDV, têm sido o próprio comportamento dos clientes, que estão cada vez mais acostumados com a tecnologia. Modalidades de pagamento, que vieram forte nos últimos meses, como PIX e o uso de QRCodes têm sido uma exigência cada vez maior do público em geral.

Com a revolução 4.0 (a digitalização de tudo) é natural que as pessoas se modernizem e esse fenômeno é chamado de sociedade 5.0. Essas mudanças são ainda mais comuns nas gerações mais jovens, nascida entre 1995 e 2010, completamente imersos na mudança do analógico para o digital.

Design de varejo

A Green trabalha oferecendo um plano de design de varejo para modernizar o seu PDV. Que nada mais é do que oferecer uma estratégia que visa tornar a distribuição de produtos e outros elementos do seu ponto de venda mais atrativos para despertar o interesse. 

 

Muito além da estética, a Green oferece um projeto completo para tornar a compra na sua loja prática, acessível e totalmente personalizada com o público que você deseja atingir. 

 

Conheça mais sobre as soluções para tornar o seu varejo mais inteligente com a Green!